Páginas

sábado, 30 de abril de 2011

Abrigo para observação de aves e novo espaço verde.

Está, pelo que presumo, pronto, o abrigo situado junto ao regato "Olho", para observação de aves e outras espécies, que por aquele local deambulam. Já se lhe colocaram (muito bem a meu ver) paineis explicativos com identificação das espécies animais que ocorrem na Veiga de Lanheses, fazendo deste ecossistema uma área de altíssimo valor ecológico e ambiental!





Juntamente com este edifício em madeira, todo o espaço envolvente foi arranjado o que se traduz em mais um espaço verde para que todos quanto queiramos, possamos desfrutar desta área. Por baixo das copas das árvores tipicas das nossas florestas, á sombra, se passarão belos momentos em comunhão com a Natureza! Vai-se reabilitando esta zona, que estava entregue à anarquia da Natureza e Humana, que neste caso e mal, se traduzia em emaranhados de mato, silvas e muito lixinho à mistura!!!! Com muita pena ainda, vejo no fundo das águas do "Olho", assim como no chão, muitos cartuchos de espingarda vazios, assim como outros géneros de lixos, o que poderá levar a outros géneros de intervenções. Porque não a cívica de toda a população Lanhesense! Uma ideia a ser debatida aqui neste blogue em novo tópico. Fica prometido.

Mas o motivo deste tópico é o realçar da existência de mais uma nova zona verde, na nossa Veiga, exemplo de qualidade de vida e exemplo também da determinação com que o executivo da Junta está a tratar esta merecida zona!

É de um enorme prazer visualizar estas fotografias :






Uma área que estava em avançado estado de degradação, encontra-se agora renovadíssima para que todos a possamos usar! Que bom será à sombra deste arvoredo, ler um livro, ouvir uma música ou até namorar...

Deixo uma palavra de apreço para com os trabalhadores da Junta de Freguesia, pela penosidade por que passaram na limpeza deste local...a qual testemunhei pessoalmente!

Bem hajam!


sexta-feira, 29 de abril de 2011

Há 218 anos Lanheses era elevada a Vila.

Hoje é uma data muito especial para a nossa freguesia. Há duzentos e dezoito anos a 29 de Abril de 1793, a Raínha de Portugal, Dª Maria, outorgava foral à "Aldeia de Lanhezes" elevando-a à categoria de Vila, ou sejal, na antiga toponímia, "Vila Nova de Lanhezes".

Com o passar dos anos e, pricipalmente com a reforma efectuada junto da admnistração publica e local, por Mouzinho da Silveira, perde o estatuto de Vila e Concelhia, que englobava as freguesias de Fontão, Vila Mou e Meixedo; de onde aliás herdou a feira quinzenal, que ainda hoje ocorre quinzenalmente. Passou desde então a Aldeia, até aos dias de hoje.

A efeméride vai ser comemorada nas instalações da sede da Junta de Freguesia, ex Escola Primária e na cerimónia  se lançará uma brochura sobre o importante Ecomuseu de Lanheses, que incluírá uma visita pedonal pelos seus vários pontos de interesse, tendo nestes, variadas animações. Algumas já conheço de antemão e serão certamente muito agradáveis, com muita pena minha de não poder presenciar todo o desenlace da cerimónia, uma vez que os compromissos profissionais a isso obrigam!

Sei também, que na calha, está o projecto de requalificação de Lanheses, novamente a Vila (segundo entrevista radiofónica do Edil, Sr. Ezequiel ), mas para o projecto andar, alguns pontos importantes e outos condicionalismos têm de ser alcançados e ultrapassados. Por certo uma luta que a todos os Lanhesenses interessará abraçar, em prol desta nossa Freguesia.

O tempo o dirá!


Fica a qui o registo da efeméride e do dia do ano, guardado para a comemoração desta nossa Terra! Que todos os dias a dignifiquemos e em prol dela trabalhemos!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A Araucária de Lanheses.

Tenho, neste blogue, vindo a desenvolver tópicos sobre as árvores da nossa freguesia. Já foquei o maravilhoso Salgueiro Chorão da Casa do Povo, as Oliveiras e Olivais abundantes nesta freguesia e outra há, que merece referência e artigo correspondente.

É uma Araucária, a Araucária de Lanheses.


As Araucárias, são árvores coníferas da família Araucariaceae espalhadas um pouco por toda a zona da Oceania, e América do Sul. Ocorrem, na Nova Caledónia, Sudeste da Austrália, Nova Guiné, Argentina, Chile e o nosso país irmão, o Brasil, onde tem a designação de Pinheiro do Paraná. A sua origem é, em termos geológicos, relativamente recente, tendo ocorrido em pleno Período Jurássico.

O seu fruto é a pinha, (tal como o nosso pinheiro), que pode ter 12cms de diâmetro, ou menos, tudo depende da divisão da espécie, ou seja: Divisão Araucária, exemplares compostos por folhas extensas e pinhas com mais de 12cms de diâmetro e Divisão Eutacta, compostas por folhas estreitas e pinhas com diâmetro inferior aos citados, 12cms.

São árvores que atingem porte considerável, podendo facilmente ultrapassar os 50 metros de altura, caules de grande diâmetro e copas com ramos bem espaçados entre si.


São plantas que podem ser utilizadas e plantadas como árvores orientais, traduzindo na gíria, o que todos chamamos de "Bonsais".

No nosso País ocorrem com muito pouca frequência, pois precisam de alguma pluviosidade constante, tipica dos climas tropicais/subtropicais e solos barrentos (como é o caso do nosso em Lanheses), para o conveniente fortificar das suas raízes que atingem normalmente profundidades consideráveis.

Na nossa zona geográfica conheço, para além desta, outras duas Araucárias, uma situada na freguesia de Darque num terrano particular fronteiriço com o da Igreja da Freguesia e outra (mundialmente famosa) a de Viana do Castelo, situada nos jardins da Igreja de Santo António, junto á linha de Caminho de Ferro e conhecida como a maior árvore de Natal Natural da Europa, quando se lhe é colocada a ornamentação Natalícia!

A nossa Araucária, domina toda a paisagem da zona baixa da nossa freguesia e é impossível, ficar-lhe indiferente!


É de uma beleza e de um porte consideráveis, onde á sua beira, uma Palmeira, também ela colossal, mais parece um arbusto! Está localizada num terreno particular, onde espero a possa ver e estudar, com autorização do seu proprietário e; a conselho de um amigo, que pertence a uma Associação, que é a "Árvores de Portugal", o Sr. Pedro Nuno T. Santos, também ele autor de um blogue (que convido à sua visualização) "A Sombra Verde"; a referida Araucária possa vir a ser catalogada pelo nosso Estado, como Árvore de Interesse Público que urge proteger!

Relatarei e documentarei com fotos, o andamento desta situação, após visita ao proprietário e conversa com ele, em novo tópico, aqui no blogue.

Entretanto, convido todos os que possam ver este blogue, que ao passar em Lanheses, na Nacional 305, se detenham por breves instantes e apreciem a beleza e colossialidade deste magnífico exemplar.





quarta-feira, 27 de abril de 2011

A Igreja de Lanheses.

Por entre ervas e arvoredos
no caminho que atravesso
ao longe, altiva sem medos
caiada de branco, caiada de gesso.

Sobranceira, domina a paisagem
vela por três mil almas,
bastião em local de passagem
Torreão, soldado que acalmas!

Alpendre da minha dor
arca dos meus cereais
espigueiro a brotar amor...
açoitado por vendavais.

Esqueço-me dela por vezes,
mas, sempre ali está ela...
alta, branca, singela...
a Igreja de Lanheses!

Do autor Sérgio Moreira.




Fotografias tiradas no caminho do rio em direcção a Fontão.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Final das obras no cais/embarcadouro do rio Lima.

Depois da ressaca de um fim de semana festivo...



Depois desta quadra festiva que terminou, abundante em excessos gastronómicos e outros...a vida de cada um de nós, volta à normalidade. Já à dias atrás tinha testemunhado, o motivo deste tópico, aproveitando agora, o sossego com que a Natureza nos brinda para enunciar que a obra de requalificação e reabilitação da nossa margem ribeirinha, junto ao cais/embarcadouro, está concluída. Faltam apenas pequenos pormenores de arranjo, nomeadamente acantoneirar com vegetação os canteiros originados pelo recorte dos granitos no chão e pouco mais!

Muita qualidade vai repirar aqui neste local, quem se sentar  para descansar e sentir a natureza, apreciando a paisagem!



Endereço aqui os Parabéns ao executivo da Junta de Freguesia pois, este espaço foi dignificado a 100%, como Lanheses merece.


segunda-feira, 25 de abril de 2011

25 de Abril!

25 de Abril, ontem, hoje e sempre!

Cumprem-se hoje 37 anos sobre o dia da reviravolta política operada neste nosso país, pelas Forças Armadas. Hoje é dia 25 de Abril! Com cravos vermelhos, foi vencida a tirania!

É o feriado mais marcante de Portugal; que evoca o fim da opressão, que nos transportou para a liberdade, que fez sair o País do marasmo e do "orgulhosamente sós" e fundamentalmente; que deu a primazia da Nação nas mãos de onde nunca deveria ter saído, o Povo!

E de repente o Povo sentiu-se feliz! Sentiu-se dono e senhor do seu destino e todos os sonhos se tornaram possíveis, mesmo aqueles muitos que não seriam concretizáveis. Mas principalmente, ousou-se sonhar, sem ter medo de ser prontamente oprimido! Chegava a Liberdade! Liberdade para pensar, para votar, para manifestar, para governar, para cantar e para seguir em frente!

Pensou-se livremente um País, uma corrente de desenvolvimento, igualdade para todos, trabalho, direitos e regalias até então inimagináveis!

Foi uma época em que os poetas, escritores, cantores e outros tantos, saíam à rua e mostravam o que de belo se criava neste País. E uma vez mais, não se sentia medo!

Qual a melhor maneira de reflectir sobre este dia? Com um poema do grande Ary dos Santos (a meu ver), grande Homem e Poeta de Abril, magistralmente entoado por Fernando Tordo! "Cavalo à Solta", que já naqueles tempos, mais precisamente em 1971, mostrava e metaforizava o estado de deriva em que este País se encontrava! Uma das minhas canções favoritas, porque muita lixeira que vem de fora, não é melhor que isto, que é nosso, Português! E de um dos nossos poetas maiores! José Carlos Ary dos Santos!




Por vezes pergunto-me se esta ou outra personalidade fosse viva, como seria, como estaria fisicamente e até o que pensaria!?! Ary dos Santos, não me faz excepção e pergunto-me realmente como estaria ele agora, passados alguns anos e mais precisamente o que pensaria ele do estado a que este País chegou!

Para que foi o 25 de Abril? É no mínimo lógico perguntarmo-nos, porquê e para quê!?!

Para agora termos o País entregue a um bando de políticos completamente subservientes aos poderes económicos instalados? Para agora termos o País entregue a um bando de políticos incompetentes e à Banca? E que é feito de um dos maiores valores alcançados com a Revolução de Abril, o RESPEITO pelos outros!?! Como é possível que nestes tempos modernos, que deveriam ser tempos de respeito e bem estar para todos (pois evoluímos), o Patronato só pense em poder despedir os trabalhadores como lhe der mais jeito, sem ter que pagar um chavo sequer, nem horas extras, nem subsídios, nem quase nada com a rídicula e mentirosa justificação de que sem estas medidas a ecónomia não será viável! Mas onde raio está o respeito meus Senhores, (conquistado com a Revolução), pelos trabalhadores, pelos outros!?! Como é possível, que com algum lucro na empresa, o Patronato Português pense logo em comprar o seu BMzito e uma casita de luxo!?! E pagar aos trabalhadores!?! AH...isso o Tribunal que resolva!!!! Mas que País é este!?! Mas que País é este onde um político está imune de tudo e a justiça nunca funciona, pelo menos para os mais fortes!?! Como é possível que um políticozito de 5ª categoria, venha a público dizer que os Portugueses para terem reformas deveriam pagar às Companhias de Seguros, mas que caso estas falissem o Estado assumiria a sua responsabilidade!?! Caricato!!! Como é possível um País onde para tudo se pagam impostos e nunca há dinheiro para nada!?! Como!?! E como poderemos nós, Portugueses, ao fim de 37 anos de Democracia estar na falência!?!

Expliquem-me raio!!!! Como é possível, semelhante vergonha!?!

Onde está aplicado o dinheiro que entrou aos milhões com a entrada de Portugal na agora, UE, extinta CEE? Onde?

Sinto-me revoltadíssimo, porque este bando de incompetentes que durante quase 37 anos governou este País, levando-o de novo à falência, não será jamais julgado!!! Pelo menos julgados por incompetencia, porque nós, na nossa actividade diária também somos julgados e avaliados frequentemente! Eles não, porquê? Porquê?

O Povo deverá julgá-los de novo, mas em eleições! E como é possível que um 1º Ministro amue e se demita e um Presidente aceite esse amuo e essa demissão!?! Para logo solicitar eleições!!! Mas para quê!?! Para atrasarmos ainda mais o País!?! Porque não nomear um governo de concenssos, com todas as forças políticas a operar em prol da salvação do País? Quer dizer, ninguém se entende, ninguém concorda? Como pode sobreviver um País com uma oposição tão fraca de ideias e ideais (salvo raras excepções)?

Francamente...é deplorável este espectáculozito de fotonovela a que assistimos neste nosso País, por parte destes políticos inqualificados, que estão ao serviço de tudo, menos do País!!!!

Que saudades dos tempos, quando era pequenito e, via a felicidade estampada no rosto dos meus Pais, porque (parecia-me) o País progredia, evoluía ao som dos ideais de Abril! Quão enganados estavam eu e os meus Pais! Este é o Portugal dos Bancos privados que entram em falência e o Estado salva!!! Este é o País dos Clubes de Futebol, que também estão na falência (risos), gastam rios de dinheiro (vindos não sei de onde) em contratações estúpidas, não dão satisfações a ninguém e nem tão pouco ajudam a sanar esta crise nacional!!! Népia, o que interessa é ganhar!!! Este é o País onde personalidades com processos a decorrer em tribunal, podem concorrer a cargos públicos!!! Ui Ui... até dói!!! Este é o País onde qualquer inergúmeno que não declare coisa nenhuma ao fisco, se pode passear pelas ruas Portuguesas ao volante do seu lindo maquinão, que custou no mínimo uns 50mil euritos...pudera, ninguém o vai investigar!!! Este é o País das Expos, Europeus de Futebol e outras obritas, orçamentadas sempre em mil, mas que custaram sempre e sempre para aí a mais, uns cinco mil...incha Estado!!! Este é o País, onde há anos atrás um 1º Ministro arruínou a frota pesqueira e as nossas pescas, para anos após, um Minstro da Defesa comprar submarinos!!! Vamos ser atacados por mar, por acaso, alguém mo pode explicar!?! Ahhh...esta compra tão urgente também já deu direito a processo por (adivinhem)...corrupção, claro está!!! Este é o País onde tudo que dá lucro se privatiza e o que dá prejuízo se mantém em controlo do Estado...é o País dos duzentos e muitos deputados, mas que em plenário diáriamente só estão para aí uns cinquenta e, trinta deles a dormir...é o País dos casos Casa Pia e afins, nunca na totalidade esclarecidos...enfim...poderia estar aqui um ano a enumerar exemplos...

Que pensaria o Ary dos Santos...?

Miserávelmente, não brinquem comigo, nem com os Portugueses!!! Não brinquem!!!

Este País mais que nunca, precisa de outra Revolução, seja em Abril, Maio ou Junho, para que se encontre no mínimo gente capaz e séria que tome as rédeas da Governação, com desinteresse pelo poder, riqueza e bem estar próprios! E uma vez mais, não é preciso derramamento de sangue!

Quanto a mim, um pouco utópico me parece. Então que se reformule esta Democracia e se encontre Gente Idónea! Estou toalmente disponível e despreendido, acima de tudo respeitando os ideais de Abril, não esta vira-casaquice que se vive nestes tempos modernos, em terras Portuguesas!!!

Portugal está muitíssimo doente...

25 de Abril, Ontem, Hoje e Sempre!!!




domingo, 24 de abril de 2011

Feliz Páscoa.

Domingo de festa, é Domingo de Páscoa!

Feliz Páscoa para todos quantos acompanham o Something Special do Vale da Serra D´Arga e para todos os outros, que crendo ou não naquilo que a História e um Homem nos ensinou, nesta quadra estão no mínimo felizes!

Para quem pouco ou nada tem e para os milhões de crianças que por este mundo fora sofrem, nas mãos do Homem abrutizado, Cristo (caso realmente nos esteja a ver), se compadeça da sua dor!

Porque hoje é o Seu dia aqui fica o video!


FELIZ PÁSCOA PARA TODOS!


sábado, 23 de abril de 2011

Sábado de Aleluia e Vígilia Pascal.

Iniciou-se a Vígilia Pascal.

No momento em que inicio estas linhas escritas neste blog, por esse mundo Católico fora, se estão também a iniciar os rituais da data mais importante de festividades Católicas realizadas, a Vígilia Pascal. Este é o inicio da Festa da Páscoa e da preparação para o anúncio, que amanhã se repercutará por todas as aldeias e cidades Católicas, o da Ressurreição de Cristo.

A Cerimónia, que se inicia sempre no incio das trevas (logo após o pôr do sol) incluí a queima, ou melhor, o acender do Círio Pascal, metaforizando a luz de todo o Mundo que é Cristo. Depois, dando entrada no templo e após seguirem o Círio pela nave da Igreja, na sua ida para o local onde ficará o resto do ano, os fieis, são convidados a acender as suas velas, através deste, aumentando assim a luminosidade e personificando a importância de Deus como, Luz do Mundo!

Após o Círio ser incensado pelo Sacerdote, incia-se a exaltação do cantico Exulted e continua-se com todo o ritual da Vígilia, onde se lêem Leituras dos Testamentos e se entoam canticos e salmos. Benze-se também a água da Pia Baptismal e continua-se a celebração da cerimónia, que deverá terminar antes do amanhecer de Domingo.

Em Lanheses também o mesmo ocorre.

Amanhã de manhã ao som da gaita de foles, dos bombos, dos foguetes e das sinetas saberemos que a Páscoa começou!

Um caro amigo, teve a enorme amabilidade de me enviar por email um "documento histórico" alusivo à Festa da Páscoa, em Lanheses e que, com muito gosto posto aqui neste blog.

Nela se retrata, nos idos anos de 80 o Compasso Pascal composto por personalidades da terra, que infelizmente algumas já partindo do nosso convívio, não tive oportunidade de conhecer, numa memória saudosista alusiva à Páscoa, nesta nossa freguesia, que é Lanheses.



Ao amigo Amaro Rocha o meu muito obrigado pela atenção dispensada.

Dia de meditação.

Hoje é dia de meditar, é dia de nos encontrarmos ideológicamente, é dia de nos deixarmos transparecer e como ontem se celebrou o Dia da Terra e da Biodiversidade, aqui neste blog se publica um video, deixando a pergunta no ar: Quem está a mais neste Planeta, nós ou eles!?!

De cada cabeça sairá um pensamento...


Quanto tempo será preciso para que de uma vez por todas possamos entender que, juntos e em respeito mútuo, podemos cohabitar e muito útilmente prolongar a vida deste nosso Planeta Azul!!!

Por mais inverosímel que possa parecer, este é um Dia não reconhecido pela ONU, em que deveria ser feriado em todos os Países, mais que todos os outros Dias Feriados e o não é!! Em nenhum!!

Isto é prova da importância que o Homem dá à Terra...




sexta-feira, 22 de abril de 2011

Dois dias importantes num só!

Hoje celebramos, dois dias importantes num só! Coíncidências calendaríais! Julgo, que já se fazia uma revisão a este calendário Gregoriano, que neste ano de 2011 nos brinda com datas em dias coíncidentes, algumas bem bizarras!

 É o caso de hoje, dia 22 de Abril, Sexta feira Santa, para o mundo Católico e para o resto do mundo Católico e não Católico, também, Dia da Terra! Será o caso de  Segunda feira de Páscoa, assim como Dia 25 de Abril e um pouco adiante, mas igualmente coincidente, O 1º de Maio dia do Trabalhador e Dia da Mãe!

Ano esquisito este de 2011!!!

Referindo-me ao dia de hoje, apenas me ocorre relembrar o dia em que Cristo foi crucificado em Jerusálem, cidade que dias antes o acolheu em festa (data celebrada no Domingo de Ramos) e onde tudo, dias após, ficou consumado pela crucificação!
Este é o dia do ano em que não se celebra a Eucaristia, mas se faz a adoração nas Igrejas de Cristo pregado na cruz. É o dia da morte de Cristo, que morreu  por nós Homens e, no qual após nos preparamos para a festa da Ressurreição.

É um importante dia para meditar, naquilo que somos e naquilo que acreditamos, e de onde vimos e para onde vamos!?!

É por coíncidência também o Dia da Terra e da Biodiversidade. Deste magnífico planeta que nos alberga e tão mal tratado por nós é! É o dia de todos os Homens, de todos os animais, de todas as plantas, enfim de toda a Biodiversidade encontrada nesta boa e linda Terra! É o dia deste planeta azul, que em breve, caso não mudemos os nossos modos de agir, se transformará num planeta castanho e árido onde a vida será jamais possível, porque um dia nos lembramos de ser egoístas e não mais conseguímos abandonar esse egoísmo!!!

Hoje foi um dia lindo (mesmo que chuvoso), para debaixo de uma árvore, ao som dos passarinhos, meditarmos sobre estes dois temas; o da morte de alguém que nos amou e por nós morreu (seja ou não verdade) e o da morte lenta e agoniante que infligímos a cada dia que passa a esta imensa esfera azul que é a Terra!

Que coíncidência tão infeliz esta de dias! Pois do mesmo modo que não respeitamos minimamente a paixão de Cristo, que a todos ensinou a respeitar a Terra e a respeitarmo-nos entre nós, também consporcamos este planeta que é a nossa UNICA morada, com Ganância e Ignobilidades que nos levarão somente a um caminho o, HOLOCAUSTO!

Hoje não era um dia de shoppings, nem de praia, nem de compras, nem de esplanadas cheias de povo a bebericar cerveja! Hoje era um dia de reflexão e meditação! Hoje era dia de no mínimo, se plantar uma árvore, um arbusto, uma planta!

Eu reflecti, e você reflectiu?


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Quinta feira Santa - Festa da Páscoa.

Estamos em Véspera da Festa da Páscoa.

Faz precisamente hoje, segundo rezam as profecias, quinta feira 21 de Abril, 1978 anos que Jesus, juntou os seus Apóstolos para uma ultima ceia, tão bem representada num quadro do Grande Leonardo Da Vinci, onde se lhes apresenta como chegada a véspera da sua morte, pela crucificação.

Esta cerimónia, talvez uma das mais importantes em termos Históricos, é o ponto de partida para dois dias de dor e agonia, pelos quais Jesus passou, para se sacrificar por nós! O mundo Católico celebra esta data como uma das mais importantes do seu calendário, celebrando também a personificação de Deus em seu Filho para se afirmar e mostrar, perante este mundo fisico do qual fazemos parte. Na ceia, se inicia o ritual da celebração da Eucarístia (segundo também instruções do próprio Jesus onde personificado no pão e no vinho, saboreamos o sabor da Sua carne e do seu Sangue até aos dias de hoje); nela também dá Jesus instruções aos seus Discípulos como agir em conformidade com os seus ensinamentos e nela se mostra quem será o traidor a entregar às autoridades o seu mestre! Começa neste dia e apartir deste momento, o tormento de Jesus até ao seu final! Este dia marca também o fim da Quaresma e inicia-se o Tríduo Pascal, ou seja a preparação de três dias para o dia do anúncio da Ressurreição, o Domingo de Páscoa.

Neste dia se deve, quer se acredite ou não, visitar as Igrejas, que estão abertas até tarde em homenagem ao seu Senhor e apreciar por momentos os arranjos e a beleza das mesmas, engalanadas nesta data tão especial!

Havendo porém várias teorias acerca da complexidade desta matéria (as quais neste momento não achar certo debater), inicia-se nesta data, um festejo de quatro dias no Mundo Católico, para celebrar a Morte e Ressurreição de Jesus, filho do Homem e de Deus!

Em Lanheses, não há excepção!

Tiram-se os fatos, os vestidos, dos guarda roupas; compram-se novas vestimentas, os que podem (a crise anda por aí), partilham-se folares, trocam-se ovos de Páscoa, juntam-se as famílias e os amigos à mesa. Convive-se! Seguem-se as Cruzes ao som dos bombos e das sinetas pelas estradas da aldeia, ouvem-se cânticos, trocam-se beijos, abraços e emoções! Entra-se na casa de cada um, que tem as portas abertas de par em par de modo a receber o Senhor e, no seu interior se beija a Cruz. Petisca-se aqui e acolá, pondo a conversa em dia, revêem-se os velhos amigos e todos aqueles que há muito não se vêem! Retornam os imigrantes à Terra e matam-se saudades; tudo isto é a Festa da Páscoa em Lanheses! A freguesia une-se em festa!!!

E tudo, porque há 1978 anos, uma pessoa se resolveu martirizar para nossa salvação! Jesus!

Não me compete aqui neste blog determinar se tudo o ocorrido há 1978 anos foi ou não verdade, nem tão pouco interessa saber se acredito nisto ou não, apenas me debruço sobre este aspecto da Páscoa em Lanheses, como acontecimento antropológico de uma importância significativa, onde as Gentes deste Vale da Serra D´Arga, em homenagem à Ressurreição de Cristo e com muita alegria uma vez mais, juntam o Sagrado e o Profano e vivem intensamente quatro dias de festa!

Há 1978 anos Jesus à mesa disse partindo o pão; "Este é o meu corpo entregue por vós.".  Levantando o cálice do vinho disse ; "Este é o meu sangue derramado por vós.". E disse mais; "Fazei isto em memória de Mim."; daí advém a Eucarístia, personificada na ultima ceia.

Aqui se realça a importância da Quinta feira Santa!


segunda-feira, 18 de abril de 2011

Lanheses, terra de Olivais.

Desde que cheguei a Lanheses e já lá vão uns anitos, cedo comecei a reparar que em vários quintais, na veiga, junto ás estradas até e um pouco por toda a parte, uma árvore domina a paisagem. A Oliveira (Olea europaea)!


Este texto, é mesmo sobre esse exemplar fantástico da flora deste planeta, muito abundante na nossa freguesia. A Oliveira!

A Oliveira é uma planta da familia das óleaceas (oleaceae), nativa das zonas do Mediterrâneo Oriental da antiga Pérsia, hoje Irão e zona Mesopotâmica, hoje Iraque. Caracterizadas por serem árvores de porte relativamente baixo e tronco atarracado, dando um fruto encaroçado revestido por uma polpa oleácea, a azeitona. O Homem no período Neolítico, aprendeu a extrair delas o azeite, advindo daí uma ainda maior importancia, para esta árvore.



São árvores caracterizadas pela sua longevidade, que atingem fácilmente os 1000 anos de vida e já na Antiguidade Clássica, Gregos e Romanos lhe atribuíam importância considerável. Alguns exemplares que se encontram na Palestina estão datados como tendo aproximadamente 2500 anos. Foram testemunhas de várias passagens Históricas que influenciaram até aos dias de hoje a nossa Cultura, percepção e crença Religiosa.

Aqui em Lanheses, muitas há que me chamam a atenção, quer pelo seu estado de conservação, pelo seu belo aspecto, por vezes pela maneira radical e errónea como nós as tratamos, algumas como ornamentação, erradamente em jardins particulares e podadas radicalmente; mas quatro delas há, que me fascinam. São quatro exemplares muito bem preservados na veiga, bem alinhadinhos, deixando a percepção que ali outrora existiu um Olival.



Por sua vez, dentro deste grupo de quatro uma há, que me chama a atenção por dois motivos; primeiro pela beleza da árvore em si, segundo por estar sobranceira ao caminho da veiga, qual soldado isolado a dominar a paisagem, realçando a importância que estas árvores têm para nós!


Outro aspecto há e muito me folgo em apreciá-lo, quando as gentes de Lanheses, atarefadas, ripam as Oliveiras e delas retiram o seu precioso fruto, a azeitona, tal como há milhares de anos atrás as populações antigas o faziam, para se servirem dessa riqueza natural, o azeite!

Prova mais que provada da importância que esta árvore tem para nós e espero, tenha por muitos e longos séculos!


Requalificação do cais/ancoradouro do Rio Lima. 2ª Actualização.

Continuam a bom ritmo os trabalhos de requalificação do cais/ancoradouro, na margem do Rio Lima. Os contornos da obra já começam a ganhar formato e foram plantadas árvores (decisão extremamente sábia) junto aos lugares destinados a estacionamento, o que embelezará ainda mais o local e, se traduz também numa melhoria em termos de saúde, para quem venha a usufruir do mesmo.






Sendo eu, um confesso admirador de árvores, realço a importância, da plantação de novas árvores que vêm fazer companhia às existentes, sem que estas tenham sido retiradas do local, como costuma ser apanágio das gentes portuguesas no que toca a decisões sobre esta matéria!!! Substituir por novo aquilo que não precisa sequer de ser substituído!!! Espero não me vir a equivocar!!!

Começo a antever, no final da obra, muita qualidade para este projecto!



domingo, 17 de abril de 2011

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA E CULTURAL DE LANHESES.


A Associação Humanitária e Cultural de Lanheses, da qual, a convite da sua Direção,  muito orgulhosamente sou membro, está a comemorar com bodas de prata a sua fundação.

25 anos é já muito tempo, um caminho percorrido durante estes anos, sempre ao serviço das gentes e cultura de Lanheses, vividos com momentos de alegria, vitória, alguns amargos e tristes, mas que ousou sobreviver todos estes anos em prol daqueles que serve, os Lanhesenses!

Para o efeito, nas instalações do Centro Pastoral e Paroquial, muito gentilmente cedidas pelo Sr. Daniel, Pároco da freguesia, como habitual; se comemorou a efeméride com um brilhante concerto de musica Jazz e como vivemos o mês de Abril, numa alusão á importante data de 25 de Abril, com cantigas de Zeca Afonso, muitíssimo bem interpretadas pelo coro dos alunos das aulas de canto da Escola de Musica Amadeus.


Foi uma noite a roçar o mágico, muito agradável e onde as gentes da terra de mãos dadas com a cultura, souberam digerir tanta qualidade dos espectáculos apresentados. Aliás, uma nota para a audiência, que esteve muito bem e em silêncio apreciou o desenrolar dos temas apresentados. Assim se vê o alto nivel cultural de uma população ao escutar atentamente as musicas tocados pelo quarteto jazzístico e nas cantigas de Zeca.

No final, houve o tradicional cantar dos parabéns e a partilha do bolo de aniversário, assim como espumante, com todo o publico presente.


Mais uma noite rica em cultura que ocorreu aqui em Lanheses.

Não poderia deixar de a todos relembrar e homenagear neste blog (embora não tendo conhecido pessoalmente) o grande mentor e fundador desta Associação, Sr. João Palma Rios, que muito lutou pela implantação desta Associação nesta freguesia.

Em sua memória um bem haja!!!


sábado, 16 de abril de 2011

A CRISE!!!



Atenção contém linguagem passível de ferir susceptibilidades.


Vivemos tempos conturbados, tempos de crise! Em cada um de nós se abrem, modos de revolta, outros de satisfação até (aqueles que estão a lucrar considerávelmente com esta suposta crise); outros de indiferença e muitos há já em sofrimento!

Que fazer? No mínimo manifestarmo-nos contra o atentado económico que se está a perpetrar a cada um de nós!

Todos temos modos de nos manifestar e um daqueles que considero mais genuíno e mordaz, é o Humor. Qual metralhadora, qual bomba atómica da comunicação, da sátira e crítica; como o humor. É o caso deste video, feito por um amigo meu e, filho da nossa terra, onde genuína e mordazmente critica a nossa governação utilizando uma linguagem áspera, rude e ridicularizando até, muitas das escolhas que o nosso povo fez, apontando em vista a uma modificação das correntes vigentes.

Cada um exprime-se como gosta. Por isso vivemos em Democracia!

"Fatos contra povo", para mudarmos os pensamentos reinantes!


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Ser Cão.

Muitos há que não prestam atenção ao maravilhoso mundo animal que nos rodeia todos os dias; outros há, que vão prestando alguma atenção, mas que, mais cedo ou mais tarde, se abstraem da questão; por fim aqueles há, como eu, que todos os dias lhe presta atenção sem nunca se abstrair e partilham várias horas do seu tempo diário, com os animais. Incluo-me neste rol.

Animais há-os de todos os tipos, tamanhos e espécies.

Mas aquele que mais me toca é o Cão! Quantos de vós não se perguntarão o porquê da devoção do Cão para nós Humanos? Se mil vezes sair de casa e mil vezes chegar, mil vezes os meus cachorros no ar irão saltar!



Um cão não precisa de bons brinquedos, um pedaço de pau é o suficiente para horas de extrema felicidade; um cão não precisa de casas luxuosas, uma toca ou buraco pequeno em que caiba enroladito já é um bom abrigo; um cão não precisa de bons carros, jóias, roupa de griffe, jantares em restaurantes de preço proibitívo, um osso com alguns farripos de carne á mistura é uma frugalidade; um cão não precisa de competir e mostrar-se o mais rico, uma corrida ao lado do dono nem que o deixe exausto é o expoente máximo de felicidade; um cão não precisa de sauna, nem hidromassagem, nem spas, nem água quente, um mergulho no rio e matar a sede numa poça de água lamacenta é suficiente; deitem-se no chão à chuva e num qualquer lamaçal e o cão deitar-se-á a vosso lado!

Um cão apenas precisa do seu dono a seu lado, ofereçam-lhe o vosso coração ele vos oferecerá a sua alma!

Quantos de nós são assim!?! Para onde caminha a Humanidade!?! Certamente para o lado oposto daquele que os animais nos mostram, infelizmente arrastando-os connosco para o abismo, sem que os mesmos se possam defender e dizer - NÃO!

MOSTRA-NOS A NATUREZA QUE NA SIMPLICIDADE HABITA A FELICIDADE!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Salgueiro Chorão.

Todos os dias nas minhas deambulações pela freguesia, vou apreciando as gentes, o casario, as aves e outros animais, assim como as árvores e uma há que nunca me deixa indiferente. É um Salgueiro Chorão (Salix x Chrysocoma) localizado no largo da Casa do Povo.

Os Salgueiros, da familia Salicaceae, são árvores que surgiram na época Terciária e ocorrem em zonas com clima temperado a frio (como o nosso) e em zonas de solo humido, daí advem o seu nome Salix, segundo os Celtas, junto à água. São árvores que podem assumir vários formatos, desde arbustos, plantas rastejantes assim como de pequeno e grande porte, como é o caso deste que é o nosso. Ainda temos o Salgueiro Branco (Salix Alba) mais comum e o Salgueiro Negro (Salix Atrocinera).
Refira-se que o Salgueiro Chorão é um hibrido do Salgueiro Branco, muito usado em jardins e espaços verdes no nosso continente.

A majestiosidade desta árvore, merece ser referida e HOMENAGEADA neste blogue pois, quem por ela passe não lhe ficará certamente, indiferente! Desconheço contudo, se a mesma foi plantada ou ali floresceu por acaso, se terá muitos ou poucos anos, mas uma coisa tenho como certa: é uma das mais fantásticas e explendorosas árvores de que tenho conhecimento aqui para os lados deste Vale da Serra D´Arga.



Sempre que me cruzo com ele, delicio-me com o verificar da sua majestosa copa pendente, sobre o hercúleo tronco e ramos, baloiçando melancólicamente ao som do vento, principalmente nestes meses de Primavera e Verão.



Com certeza, um Património Natural a preservar na nossa freguesia!

terça-feira, 12 de abril de 2011

Requalificação do cais/ancoradouro do Rio Lima. Actualização.

Continua a bom ritmo a obra de requalificação do ancoradouro no cais do Rio Lima, na nossa margem.

Já se vêm bem delimitados os contornos em pedra arestados, que ordenarão lugares de estacionamento, assim como a repavimentação em cubo de granito, do pavimento que era em terra e tão mal tratado estava por exposição permanente aos rigores do Inverno, há já muitos anos. Apresentava imensos buracos, que criavam um verdadeiro atoleiro em lama para os veículos e pedestres circularem, o que, ficará agora em melhor condição e com uma muito melhor apresentação. Avança também a construcção da pequena ponte em madeira sobre o regato o "Olho".


Ficam as fotos e os videos.





Videos.




sexta-feira, 8 de abril de 2011

Audição na SIRD dos jovens alunos da Escola de Musica Amadeus

Ocorreu hoje na SIRD, Sociedade de Instrução e Recreio Darquense, como o nome indica em Darque, uma audição com alguns dos jovens alunos de Lanheses da Escola de Musica Amadeus, nomeadamente na classe de guitarra e flauta transversal. Foi uma noite bem agradável, vendo estes jovens a progredir e a bem mostrar ao publico o seu progresso na aprendizagem do instrumento musical escolhido.

Decididamente, uma grande vitória para Lanheses e para a sua Cultura o protocolo assumido entre a Escola de Musica Amadeus e a Associação Humanitária e Cultural de Lanheses, que estes jovens iniciados no maravilhoso mundo da musica, atestam.

Ficam algumas fotos e um pequeno video.




No final a tipica vénia de agradecimentos em troca dos aplausos da plateia, com o professor como testemunha do sucesso da iniciativa.


quarta-feira, 6 de abril de 2011

Roma.

Viagem a Roma.


Estava a olhar para o calendário e a reflectir como o tempo passa depressa. Dei por mim a reparar na data, dia 6 de Abril e apercebi-me que há exactamente um mês estava em Roma, capital de Itália, a passar a
quadra Carnavalesca. Pois, este Carnaval, não me apeteceu trocar por momentos a máscara e optei antes por um fim de semana carnavalesco passado a conhecer uma das mais interessantes e míticas cidades do mundo, Roma, apelidada : CIDADE ETERNA! Cidade Museu a céu aberto!


 

Roma é uma cidade maravilhosa para se conhecer a pé. Atenção ao calçado, ao segundo dia o meu tendão de Aquiles já reclamava por descanso!

Ponte de ST Angelo sobre o rio Tibre.


Necessitei de apenas quatro dias para conhecer os pontos históricos mais importante da cidade e sempre a pé. O dia da chegada, sábado dia 5 de Março foi destinado a conhecer toda a área adjacente à Rua Vitor Emanuel, a mais importante da cidade de Roma e onde nas suas imediações se situam monumentos como o Castelo de St Angelo, Panteão Nacional, Piazza Navona, Palácio do Quirinal (Presidencial), Via del Corso, Fontana di Trevi e Monumento Vitoriano.

Panteão Nacional.


Fontana di Trevi.


A multidão de turistas que se juntam nos Monumentos em Roma.



Palácio do Quirinal, aposentos de um tal de Sr. Berlusconi!


Monumento de homenagem ao Imperador Adriano mandado eregir pelo Imperador Augusto.



Piazza Navona. O cartão de visita da cidade de Roma.


Castelo de ST Angelo à noite.


No segundo dia bem de manhãzinha e porque nos alojamos no Hotel Columbus, mesmo junto ao Vaticano, tempo para explorar este micro país riquíssimo em História e Monumentos.
Basílica de S.Pedro.


Aposentos Papais.


Pietá. Do grande Miguel Angelo.


Baldaquino sobre o tumulo onde repousam os restos mortais do Apóstolo S. Pedro. Aqui neste altar só o Papa pode celebrar a Eucaristia.


Após toda uma manhã dedicada ao Vaticano, segue-se pela Via Vitor Emanuel, em direcção ao centro de Roma, Piazza Venezia e Monumento Vitoriano,  eregido pelos Italianos em homenagem a Vitor Emanuel, considerado o Pai da Pátria Italiana e onde por acasos da História, também Mussolini fez os seus pomposos discursos à Pátria Italiana!
Monumento Vitoriano. Aqui impera o respeito, onde os turistas não podem entrar outras coisas na área interior do Monumento, sentar, falar alto, fumar, comer...etc etc...Muito respeito mesmo!


Vitor Emanuel.


Piazza Venecia vista do Monumento Vitoriano.


Itália!


Em seguida a este colossal Monumento, viramos à direita e tem inico a Avenida dos Fóruns Imperiais, até ao Coliseu, ou Anfiteatro Flávio.
Daqui até ao Coliseu, perde o viajante uma enormidade de tempo (sempre a pé, claro) pois, em cada centimetro quadrado de espaço há algo Histórico para observar, absorver, admirar! Aqui embrenhamo-nos em séculos de História. Roma é mesmo isso, Histórica!!!


No inicio do percurso avistamos a imponente coluna de Trajano no Fórum com o seu nome e por este Imperador mandado eregir. Trajano foi um dos mais queridos e aclamados Imperadores Romanos. 



Templo de Marte. Mandado eregir pelo Imperador Augusto, junto ao seu Fórum, em homenagem ao Deus da Guerra, Marte o Vingador.


O coliseu já se avista ao fundo e á direita a imponente Basílica de Magêncio e ou de Constantino.


Continuamos a pé em direcção ao Coliseu pela animadíssima Avenida dos Fóruns Imperiais.

Olhando à nossa direita podemos admirar a majestiosidade da Basílica Magencio, outrora Templo do Fórum do Imperador Magêncio, o Imperador que juntamente com Constantino teve de dividir o Imperio em dois fragmentos, o do Oriente e o do Ocidente, sendo que este ultimo ficou a ser governado pelo citado Imperador. Aqui o Império experimentava já os seus inicios de declínio! Foi iniciada a obra por Magêncio e terminada por Constantino e era um dos maiores edificios construídos no recinto dos Fóruns Imperiais. Ainda hoje é um edificio colossal e admirável!



E deixamo-nos enibriar pelos sentidos em direcção ao grande simbolo de Roma e de todo um Império que existiu nos primeiros anos da nossa Era. O Coliseu, ou Anfiteatro Flávio!


A CONTINUAR