Páginas

segunda-feira, 30 de maio de 2011

O míudo que apreciava John Barry e a sua musica!

Há vários anos atrás era um miudo e como tantos outros miudos, gostava daquelas coisas próprias de miudos; tipo carrinhos, bicicletas, motinhas, quando for grande o desejo de ser pastor (com todo o respeito pela honestíssima profissão) e até Papa (Padre não), esfolar as canelas nos carrinhos de rolamentos, etc, etc...mas e há sempre um mas; já gostava de ver na TV da altura, canal único e estatal, programas sobre a Natureza e filmes...filmes fundamentalmente relacionados com o mesmo tema (engraçado que hoje sou pessoa que detesta ir ao cinema, mas continuo a gostar da sétima arte). Um dos filmes que mais me impressionou na altura foi uma daquelas fantásticas criações da "Disney" com o tema em Português - "Os Lobos não choram"- a história de um biólogo que destacado para o Alasca, vai estudar as Alcateias de Lobos existentes. O estudo inicialmente feito a muito medo, rapidamente se transforma em paixão e o Biólogo compreende o maravilhoso mundo que rodeia o Lobo e ajuda a desmistificar a criatura tão odiada e temida pelo Homem, que erradamente o pensava. Fantástico!

Outro que me marcou  muito, já muito antigo por sinal, mas repetido pela então "RTP" da altura, foi o filme "Born free" realizado em 1966; retrato da vida de George Adamson, que troca a vida que levava na India Inglesa, parte para o Quénia onde adopta vários trabalhos e por final se dedica a salvar e criar Leões! Lindo filme, belíssima história com paisagens de cortar a respiração! Uma das características que me chamou a atenção neste filme, foi a sua banda sonora...a mesma aumenta significativamente o sucesso e grandeza do filme. Apercebi-me que o compositor das trilhas sonoras era um génio e desde cedo comecei a apreciar a genialidade composicional de John Barry! John Barry, Inglês, compositor de trilhas sonoras das mais variadas, entre elas as dos filmes 007, África Minha (grandioso épico), Danças com Lobos, Algures no Tempo (com o saudoso Christopher Reeve - Super Homem) e outros muitos mais.
Este ano de 2011, fica marcado pelo seu desaparecimento fisico, mas apanágio dos grandes mitos desta nossa Era, fica a sua Obra Genial! Desde miudinho que aprecio a sua musica e não poderia ficar indiferente à sua morte! Em jeito de homenagem muito simples, neste blogue, deixo um video com a trilha sonora de "Born Free" para que apreciem a beleza e singularidade das suas composições musicais!

Video com imagens das belas paisagens africanas sob o tema "Born Free".




Tenho de agradecer aos meus Pais, que naquela altura, nos idos anos 80 me deixavam ver filmes depois dos trabalhos de escola realizados e, me mostravam (educando) as coisas boas e belas que ocorriam por este Planeta fora fazendo-me entender que a música é um poderoso meio de comunicação e educação!

domingo, 29 de maio de 2011

O vôo da Cegonha Branca.

Na Quinta feira passada, na minha deambulação matinal pela Veiga tive um encontro imediato em primeiro grau, com o casal de Cegonhas Brancas (Ciconia Ciconia) que em campo aberto procuravam alimento para alimentar a sua prole.
É sempre muito complicado lidar com Cegonhas (mesmo com outro género de passarada) pois, ao sentir presença humana a fuga é sempre uma das armas mais utilizadas no mínimo, para não serem incomodadas, ou até seja, só instinto natural a funcionar.

Consegui no entanto, clicando por centenas de vezes no obturador da máquina fotográfica algumas fotografias, à distância e bem agachadito por entre as ervas que na Veiga vão crescendo sob o Sol que nos tem bafejado estes dias de Maio. Mas, a presença dos meus cães assim como a minha, não passa incólume a este e a qualquer outro tipo de animais...

A longa distância, ainda as apanhei abstraídas da minha presença...


Aqui, já me tinham avistado e a cautela impunha-se...não fossem  levantar vôo...



E por fim o vôo da Cegonha, que prefere afastar-se para locais mais calmos, onde a presença humana perigosamente não se aproxima...segui-as em direcção ao rio por entre os canaviais, para onde se dirigiram, mas tudo o que consegui foi atolar-me em lama e um par de pés pretos de lodo! Quem corre por gosto...não cansa...


Ainda me "debati visualmente" com a segunda de modo a tirar umas quantas fotografias, mas o resultado foi-me negado por mais um vôo em fuga...

Deixo estas cinco fotos (das centenas que tirei), para quem queira; possa apreciar a beleza destes animais no seu ambiente natural, o campo aberto e as margens ribeirinhas, onde a abundância de alimento faz proliferar as proles de Cegonhas, neste caso aqui, em Lanheses!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Momentos no Rio...

Sob um calor tórrido, acompanhado pelos meus cães, passei hoje (como quase todos os dias) belos momentos no Rio tirando algumas fotos das nossas margens. Não me restam dúvidas...que horas prazenteiras se passam aqui junto ao Lima, em Lanheses!

Porque, uma imagem vale (por vezes), mais que mil palavras...





















Belíssimos cenários nos proporcionam as margens do Lima, em Lanheses...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Acordar ao som dos altifalantes...a Campanha chegou a Lanheses...

Que bom que é acordar ao som dos antifalantes, de um qualquer carro alegórico, ou deverei dizer mesmo até, folclórico...desses, que em tempos de campanha eleitoral (como os que vivemos) deambulam pelas nossas ruas, aldeias, cidades, etc. etc. Que bom que é...

E que bom o é também, visualizar esta campanha eleitoral, plena de ideias e debates instrutabilíssimos, como os que temos vindo a presenciar...Nãããooooo...

Que bom que é...

Que bom que é ver o vazio de ideias que reina nas cabeças pensantes, dos candidatos a altos cargos das Magistraturas do País...para onde caminha este Portugal...?

Que bom que é...

Que bom que é vê-los a apanhar cerejas, a plantar árvores, a beijar e a abraçar o Povinho, a transpirar sob o calor tórrido que se faz sentir...

Que bom que é...

E que boa que é...esta Classe Política...MAS QUE BOA QUE É...que categoria os programas de governação dos Partidos Políticos...


A Classe Política...

Em Portugal há censura
com muita bravura,
em Portugal há ternura
com tanta loucura,
em Portugal (não) há mentira
em Portugal há comunhão...
a Portugal se lho tira
tanta corrupção...
A classe política então nada faz?
Pois, é tanto sumítica
que nem tão pouco é capaz
de devolver-nos, a nós
nossa liberdade
de nos fazerem, a nós
de novo, Terra de fraternidade...
Esta classe política que atraiçoou a liberdade...
será um dia substituída
por uma classe...de somente...verdade!
Uma classe sem gravata
e sem colarinho branco
que com inteligência desbarata
e Portugal um dia, de novo mostre...encanto!!!

Que bom que é...ou, que bom que era...

Do autor Sérgio Moreira.

terça-feira, 24 de maio de 2011

As Cegonhas e as Alterações Climáticas em Lanheses.

Todos reparámos, por ventura nem que tenha sido por breves instantes, que o "Tempo" está a mudar. Ainda me lembro de ser pequenito e chegar o mês de Outubro. Chegava o tempo de escola, (lá se ia a folia do Verão) e com Ele, vinha aquela chovinha miudinha mas contínua e persistente, assim como os dias pequenos e frios, pelo menos até meados de Fevereiro, Março! Não parava mais de choviscar! Eram assim os nossos Outonos e Invernos!


De há anos para cá tudo mudou e, até têm sido frequentes as ondas de calor que se registam em tal mês! As chuvas miudinhas deram lugar a tremendos aguaceiros por vezes de granizo varridos a vento...muito vento e muito forte! Lembro-me bem naqueles tempos idos, de dias ventosos mas, nada como ao que hoje em dia assistimos! Qual brutalidade! Da parte da manhã ao caminhar pelo Rio, por volta das 12h30m, nas zonas mais sombrias, em chinelos, os meus pés ficaram humidos pelo contacto com a erva molhada do orvalho que se faz sentir de noite. Quer dizer, temos muito calor de dia e orvalho e tempo muito fresco há noite!  Convém reflectir! Como será possível que ao meio dia sob altas temperaturas ainda haja humidade nas zonas mais sombrias? Prova de que as noites estão mesmo frescas! O Clima está realmente a mudar! As noites cada vez mais frias e os dias cada vez mais quentes! Antigamente tinhamos um equilíbrio em termos de temperatura entre o Dia e a Noite. Já se aperceberam que aquelas noites quentes de Verão, são cada vez mais raras?

E como o clima está a mudar! Sinto saudades quando em menino sentia as Primaveras amenas, os Verões quentes com as suas noites mágicas, os Outonos chuvosos e os Invernos frios e chuvosos, também. Não como agora, onde sinto cada vez mais a existência de, somente duas estações; a sêca e a fria. A Primavera e Verão tórridos e o Outono e Inverno gelados!

Estamos a passar drásticamente de um clima temperado, a um clima do tipo semi-desértico, com todas as desvantagens que daí possam advir, para toda a nossa Fauna, Flora e por tabela, nós mesmos!

Lanheses, não faz excepção!

Para além dos mais variados aspectos que aqui citei, a mão humana tem fundamentalmente, como já está provado, sido o foco mais premente e causador das mudanças climáticas, que por todo este nosso Planeta Azul se estão a fazer sentir!


Um dos maiores factores de prova destas Alterações Climáticas, é o facto de que, como todos já presenciámos, um casal de Cegonhas ter assentado arraiais por estas nossas bandas, pelo segundo ano consecutivo...O Vale da Serra D´Arga agradece...o Clima não...


Hora da papa...


Que presença imponente...


Quem se lembra de ver Cegonhas Brancas a nidificar por estas paragens, em tempos idos? Ninguém certamente! Nesses tempos para ver Cegonhas, tinhamos de nos dirigir no mínimo e com muita sorte à Ria de Aveiro, para observá-las e encontrá-las. Em ultimo caso, teríamos que avançar mais para Sul e somente apartir de Santarém e do imenso Vale do Rio Tejo os primeiros casais se avistavam a nidificar! 

A Cegonha Branca é uma Ave Migratória,  que procura o calor Africano, quando o tempo esfria e bem a norte, na Europa. É uma ave que mede cerca de 1,00mt e pesa 3 a 4kgs. Alimenta-se de Rãs, Peixes, Cobras, Lagartos e até pequenos vertebrados. O seu habitat é muito variado e como aspecto característico é o facto de não terem faringe, pelo que não emitem sons, produzindo estes com o bater dos seus potentes e enormes bicos. A esta característica se chama, Gloterar. Pertence á família Ciconiidae e são Monogámicas, formando macho e fêmea, casal para toda a vida! Daí, advieram desde tempos remotos vários mitos, a rotular esta Ave tão especial! Quem nunca ouviu falar na Cegonha que trás os bebés pelo bico...assim como outros!

O ano passado quando as avistei pela primeira vez em Lanheses, fiquei até comovido! Que espectáculo... estranho...Cegonhas entre nós!!! A Norte!!! Que belo...vê-las em dias de chuva de asas abertas a proteger os seus filhotes no ninho...e estes por sua vez, com o bico ainda negro a atestar a sua jovialidade á espera da frugal refeição que os progenitores estão na Veiga e no Rio a caçar...Posso afirmar que conheço a existência de quatro casais nidificantes. O "nosso" casal de Lanheses, dois casais na Veiga de S. Simão e um outro em Sta Marta de Portuzelo, este ultímo mais famoso, por ter escolhido o alto da chaminé em barro de uma fábrica desmantelada e pelo facto de o seu proprietário não ter gostado de tão ilustres visitantes. Tentando expulsá-los e não tendo conseguido, veio a ser severamente admoestado pois, esta é uma espécie protegida em Portugal.

Fico extremamente feliz por ver estes magníficos animais por estas bandas, que nos trazem a sua beleza e impar presença, fazendo de Lanheses uma Terra ainda mais rica em Biodiversidade, mas muito apreensivo me deixa também o facto de estas aves nidificarem por aqui, pelo fresco norte do País, que já não é tão fresco assim... Sinal mais que certo e sabido das Alterações Climáticas pelas quais o nosso Planeta está a passar, como o atestam estas aves com a sua presença entre nós e, às quais (Alterações Climáticas) Lanheses e todo este Vale da Serra D`Arga, não estão imunes!

O Planeta está a ficar perigosamente quente...muito quente...

Nota breve: Para quem estiver interessado em ver mais pormenorizadamente estes animais e os seus hábitos, aconselho a visualização do site "cegonhasnaweb" onde webcams instaladas nos postes da rede eléctrica nacional nos retratam online o dia a dia destas soberbas Aves. Uma parceria da REN, Jornal Publico e variadas Associações Ambientalistas.






Araucária de Lanheses. Actualização.

Está formalmente, hoje dia 24/05/2011, solicitado o pedido de estudo e submissão, a árvore de interesse publico, junto da Autoridade Florestal Nacional, Unidade de Gestão Florestal do Minho; da Araucária Angustifolia, por mim vulgarmente denominada, ARAUCÁRIA de LANHESES. Esperemos agora, que o processo seja célere.

O meu mais sincero agradecimento ao seu proprietário, Sr. Caninhas, pelo enorme interesse demonstrado e pela extrema simpatia disponibilizada, para com a minha pessoa.


Assim que hajam conclusões, as mesmas serão postadas aqui neste Blogue.

sábado, 21 de maio de 2011

Expansão do Parque Verde. Actualização.

Pelo que pude constactar ontem, em conversa no local, com um trabalhador da Junta (a quem agradeço a informação transmitida), nascerá na nova zona que está a ser reabilitada, um campo para jogos e actividades afins.

Pude também verificar que todos os canteiros da obra já realizada, no fundo da Avenida do Rio Lima, vulgarmente denominado Cais do Rio Lima, foram beneficiados com novas terras, o que presumo, para o efeito venha a ser plantada relva ou tipo similar de ervas. 





A terra junto ao embarcadouro, onde se alcança o passadiço de acesso ao barco "Àgua Arriba", também está a ser revolvida, mostrando que a área também vai ser alvo de intervenção e beneficiamento!


Avança o restauro do caminho mas agora a Este, do nosso Rio como pude testemunhar; sob o comando do Edil, Sr. Ezequiel. Maquinaria pesada, nomeadamente uma Retro, para remover terras e um Cilindro, para as compactar, trabalhavam a bom ritmo. Alguns silvados desapareceram mas e seja louvado, muitas das seculares árvores que abundam nas margens do Rio (alguns dos exemplares, frondosos Carvalhos Robles) foram preservadas. Bem hajam por sábia decisão!

Ganha qualidade a nossa margem, muita qualidade mesmo! Lanheses já o merecia há muito tempo atrás...


quinta-feira, 19 de maio de 2011

Expansão do Parque Verde.

Hoje, ao passear os meus cachorros pelo Rio, como é hábito diário, apercebi-me que o Parque Verde se vai expandir para Oeste e a obra de requalificação já começou. Tive oportunidade de ver no dia anterior o Edil da Freguesia, Sr. Ezequiel; atarefado no terreno em medições e mais medições, agora entendo o porquê. Vai mesmo avançar a expansão do Parque Verde! Muito bem!

Primeiro aterro de terras.


Pude constactar neste mesmo dia e com muito agrado, que em variadas zonas do Parque, foram instalados recipientes para depósitos de lixos. Agora quem por lá passe umas horas a disfrutar do local, não tem desculpa (antes mesmo também não o tinha) para deixar no chão todo o tipo de lixos que como muitas vezes vejo e apanho, para posteriormente despejar nos locais a este, destinados! Agora, muito menos haverá motivo para isso. Não vamos estragar o que tão bem feito está, por vezes, como o sei, a muito custo! Civismo, portanto; precisa-se!

Recipiente para depósito de lixos a meio do Parque.


Recipiente localizado junto aos lindos Carvalhos situados no passadiço do Cais do Rio Lima.


Estes equipamentos há já muito, faziam falta e espero venham a ser de grande utilidade para todos aqueles que queiram disfrutar deste local, que a cada dia que passa está mais e mais aprazível!!!

Nesta deambulação pela zona Oeste do Rio, pude reparar também, que o caminho foi todo arranjado, ou seja, já não se vê aquele autentico atoleiro de buracos, que caracterizava o caminho da nossa margem!


O piso está compactado e muito mais lisinho...buracos...já eram!!! Excelente!!!

Com que qualidade aos bocadinhos se vai melhorando substancialmente a margem do nosso Rio. Tenho uma vez mais, de neste blogue, retirar o meu chapéu ao executivo da Junta de Freguesia e deixar um voto de incentivo à pessoa que, no meu parecer é o rosto desta maravilhosa transformação que aos poucos e com muito suor, muito trabalho está a ocorrer na margem do nosso Rio Lima, o Sr. Ezequiel!

Que bom é agora namorar no Rio em Lanheses!


Volto a apelar ao civismo de cada um de nós, de modo a preservarmos aquilo que com muito trabalho custou a erguer.

Com o decorrer dos trabalhos, será actualizado este tópico, com um novo! Lanheses melhora a olhos vistos e aqui fica o meu voto de incentivo ao executivo da Junta de Freguesia para que continue o EXCELENTE trabalho que tem vindo a realizar! Eu como Lanhesense...agradeço!!!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

As noites calmas de Primavera em Lanheses.

Gostos não se discutem e a cada um certamente lhe será mais aprazível, umas coisas em detrimento de outras, assim como a outros, outras há, que lhes prencherá muito mais o espirito. Uma das coisas que a mim me agrada particularmente, ao som de um Jazz ou mesmo um Chillout, é sentar-me na varanda de trás da minha casa com os meus cães aos meus pés, degustar uma bebida, ver a noite cair em Lanheses e, absorver toda a calma que esta sensação da transição do dia para a noite nos transmite. E como são lindas e calmas estas Noites Primaveris em Lanheses!!! Escrevo neste momento estas linhas, no sossego da varanda de minha casa e que bela (também) é a noite em Lanheses, assim como o é o dia! Não lhe fica nada atrás!!!
Vejo um sem fim de vida a desfilar perante os meus olhos, com alguma dificuldade em perscutar no escuro, mas consigo descortinar algumas dessas formas que passam diante de mim. Vejo e ouço corujas, vejo morcegos, vejo e ouço pessoas, na EN305 no seu jogging diário; ouço o belicoso som dos besouros e demais insectos, tão característico das noites primaveris; oiço o latir dos cachorros das redondezas, vejo um gato a esquivar-se fugídio por entre os campos, onde os primeiros rebentos de milho já florescem, antevendo o Verão; que se aproxima a passos largos de nós; vejo perfeitamente a silhueta dos montes que nos rodeiam, assim como o perfil da Araucária de Lanheses, majestosa, quase parecendo recortada a tesoura na paisagem e tudo isto, banhado por um doce, melancólico, mas forte e luminoso luar!

Como é bela a noite em Lanheses, quando bafejada pela luz que nos emana a Lua! Que calma, que bulício!

 

Quão belas são as noites primaveris de luar em Lanheses, onde ao som do saxofone e acompanhado por uma bebida, o ser humano se sente simples, se sente bem! E não menos mais belas, o são as cores da noite, numa almágama de negro, cinza, o branco da Lua a contrastar e, o alaranjado que as luzes das moradias em redor e da rede eléctrica nos trazem a compôr este cenário noctívago!



Como me sinto feliz por absorver a calma da noite em Lanheses e toda a sua beleza envolvente!!!


Não sou pessoa que acredite muito na vida para além da morte, mas sei-o; um dia que este corpo se canse de viver, uma das coisas que lhe fará falta, será sentir, semicerrando os olhos a beleza e a ternura do Luar destas Noites Primaveris em Lanheses!!!

Ahhhh...Lanheses...Lanheses...como me cativaste com toda a tua simplicidade, toda a tua beleza de mãos dadas com este magnífico Luar Primaveril...

domingo, 15 de maio de 2011

Lanheses na Internet.

Sou o género de pessoa, que mesmo deitando-me tarde (por vezes), adoro acordar cedo; abrir as janelas e portas de casa, sentir os primeiros raios de sol da manhã, principalmente os Primaveris como agora os sentimos, apreciar os meus cães deleitando-se com o Sol matinal, ligar o computador ( o televisor, esse está cada vez mais esquecido) actualizar as notícias, saber o que se passa por este mundo fora (o que nas mais variadas vezes é mau) e claro está, consultar o que também se passa por este nosso Vale da Serra D´Arga.

E é mesmo isso que este tópico trata, Lanheses na Internet. Há vários endereços virtuais que podemos visualizar com informação sobre a nossa Freguesia, com mais ou menos qualidade, mas dois há que consulto variadíssimas vezes.

O primeiro, é uma página na rede social Facebook intitulada de "Lanhezes Lanheses", composta entre outras coisas, por um grande leque de fotos, onde podemos visualizar a nossa Aldeia, as suas Festas anuais e variadíssimos outros aspectos tão particulares de Lanheses, desde o Centro Escolar a Paisagens da Aldeia e as Gentes da Terra, alguns infelizmente, já desaparecidos do nosso meio. Considero-o muito bom e aconselho a sua consulta. Afinal, as redes sociais não são uma tretice, como muitos afirmam, provando, por exemplo esta página, que podem ser um veículo de propaganda e de estudo muito eficaz e com muita qualidade.

O segundo, não menos importante e de altíssima qualidade (deixo-o para segundo lugar propositadamente), é um Blogue, autoria de um Lanhesense nascido e criado nesta Freguesia, que muito estimo e admiro, que publica com uma frequência quase diária, tudo o que de mais relevante ocorre nesta nossa Aldeia! Falo, claro está do Blogue amigo "DOLETHES", da autoria do também meu amigo Sr. Remígio Costa!

Muito na brincadeira, mas também a sério, costumo afirmar que é o Jornal Regional que não temos em Lanheses!
Há uns anos, quando me mudei para Lanheses (e perdoe-me o Sr. Remígio esta inconfidência), fazia-me um pouco de espécie a forma um pouco gutural, como aquele senhor que registava os lotos e vendia jornais, no pequenino quiosque atafulhado de pó e revistas, se nos apresentava numa forma tão taciturna e quase ermitíca!  Fazia-me realmente impressão!
Mas...eis que de um momento para o outro, começo a vê-lo nas ruas de Lanheses com um look, muitíssimo jovial, auriculares nos ouvidos, muito mais magro, elegante e felicíssimo a ir buscar a neta á escola, com um sorriso de orelha a orelha, coisa que no quiosque nunca presenciei! E qual não foi o meu espanto ao tomar conhecimento do seu Blogue! Admirei-o profundamente! QUE JOVIALIDADE! E ainda hoje o continuo a admirar! Adoro a forma, como por trás dos óculos se vêem uns olhos cristalinos e muito brilhantes, que nos transmitem no minímo, sabedoria!
Gosto muito da forma como escreve, muito correctamente e aconselho vivamente a leitura atenta do seu Blogue pois, o mesmo, publicita muito fielmente a realidade que é a vida em Lanheses!

Devolvo aqui a gentileza que me fez, ao publicitar o meu, no seu Blogue e faço-lhe a justiça de o homenagear por tanta e tamanha jovialidade, prova mais que provada que a idade não é tudo, apenas uma condicionante da vida! Bem haja Sr. Remígio!

Dois endereços virtuais que aconselho para acompanhar Lanheses e o seu quotidiano (agora sim, vou trocar de novo a ordem, propositadamente) :  DOLETHES e Lanhezes Lanheses!

Porque a Internet pode e deve ser, como estas duas páginas nos mostram, fundamentalmente...Educação e Cultura!!!




sexta-feira, 13 de maio de 2011

Aos leitores do Something Special...

Alheio a vários factores, sou forçado a pedir desculpas a todos quantos tenham consultado este Blogue estes dias, mas desde Quinta-feira, que o Admnistrador (BLOGGER), estava em manutenção, o que motivou algumas situações menos agradáveis, tais como perda de mensagens, comentários, etc, etc.

No entanto, o  problema está (ao que parece) resolvido e tudo terá voltado à sua normalidade!

Peço portanto desculpas, a todos os que acompanham o Something Special..., e a quem esta manutenção, possa ter prejudicado o normal seguimento e consulta deste Blogue.

Obrigado

Sérgio Moreira

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Em breve será possível ir de Lanheses a Ponte do Lima, seguindo a ecovia!

Após ter sabido da notícia através do Blogue amigo, "DOLETHES", autoria do também amigo, Sr. Remígio, deambulando pela zona, não me ficou indiferente que em breve, será possível, dirigirmo-nos a Ponte do Lima seguindo a ecovia. A obra encontra-se em adiantado estado de execução e já se vêem os contornos do que será (presumo) a montagem de uma ponte nas margens separadas pelo ribeiro que as atravessa.

Vista da obra como se encontra actualmente.


Pormenor do Ribeiro a desaguar no Rio Lima. Local bastante bucólico!




Vista mais pormenorizada, da obra.


Pormenor do lado da margem de Fontão, fronteiriça com a de Lanheses.


Esperemos que, pelo menos um dia, a Edilidade Vianense, dê a devida continuação ao realizar  deste sonho das populações, em ter uma ecovia, que una dois focos populacionais importantes, através da margem direita do Lima, como são, Viana do Castelo e Ponte do Lima. A qualidade de vida, a saúde e o bem estar de todos assim o exigem!


Video do local fotografado e neste caso, filmado.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Corte de árvores em Lanheses!

Estava eu a deambular pela net, quando ao acaso num daqueles sites de páginas pessoais, abro a página "Lanhezes Lanheses". Que delícia ver fotografias já com alguns anos, ver como as pessoas mudaram, outros que infelizmente já desapareceram, os míudos que se estão gradualmente a transformar em graúdos, mas eis que às páginas tantas, umas três ou quatro fotos me fizeram bloquear e reflectir um pouco! São fotografias que retratam o Largo da Feira e a antiga Escola Primária, agora Junta de Freguesia. Nelas estão retratadas 3 árvores que desapareceram das nossas vistas. Dois exemplares magníficos na Junta e uma junto ao largo, onde está situado a Pastelaria Arezes, fronteiriça aos lugares de estacionamento.

Nunca entendi realmente o motivo de tão radical abate e segundo o que apurei; "as árvores não estavam em condições de saúde idóneas, sendo um potencial perigo para as pessoas". Caricato pois, todos os anos floresciam melancólicamente ao som do Sol da Primavera e do Verão, o que só por si atesta o estado de boa saúde em que se encontravam. Uma árvore quando morre, morre de pé e não nos brinda nunca mais com a sua folhagem nova!!! Seca!!!

Na altura senti-me revoltadíssimo, pois achei o acto de uma crueldade e ignorância sem limites, fechei-me em casa e compus um poema dedicado à Junta da nossa Freguesia. Não resisto agora a publicá-lo, quanto mais não seja, fazendo justiça aos três exemplares arbóreos, tão radicalmente abatidos e aproveitando o facto de ser autor de um blogue, onde posso expôr as minhas opiniões, quando na altura do abate, ainda não o era! Quem quiser contrapôr, tem a zona de comentários à disposição!

A Junta da Minha Freguesia.

A Junta da minha Freguesia
sem motivo aparente
com tanta ignomia
cortou as árvores rente.

Não se apercebendo...
do mal praticado,
são árvores, que o sendo
só nos têm ajudado!
Dando-nos preciosa sombra
dando-nos oxigénio,
o Ser Humano delas zomba
achando-se por ventura, um génio!

Cortou-as pelo pé,
derrubou-as, matou-as
meu Deus, tanta má fé!
Tanta ignorância, não salvou-as!
Sempre que um Homem corta
uma árvore, um arbusto
é um pedaço de Terra que se entorta
é um abuso, é um susto!

E agora aquele edifício
sem árvores, sem nada
é um logro, um resquício
uma construcção degradada!
Penso, penso e repenso
e penso tantas vezes...
não Lhes encontro bom senso
e porquê logo em Lanheses?

Presto a minha homenagem
ás três árvores tão belas,
condenando a sacanagem
de quem se virou contra elas!
Condeno a Junta de Freguesia,
Condeno o seu Presidente
cortando-nos a magia
por ter cortado, as árvores rente!

Do autor Sérgio Moreira, numa época de revolta por tão radical e cruel abate arbóreo!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Trilho da Chã da Franqueira - 1ª Caminhada do Ciclo de Caminhadas promovidas pela AHCL.

No passado Domingo, ocorreu em pleno ambiente de descontração e sádio convívio, a primeira caminhada promovida pela Associação Humanitária e Cultural de Lanheses, no âmbito do Ciclo de Caminhadas para o ano de 2011. Este ano a Serra escolhida para o efeito, foi a nossa muito conhecida e bela, Serra D´Arga e este primeiro Trilho, foi o Trilho da Chã da Franqueira. É conotado como um Trilho de pequena rota (PR), com uma extensão de mais ou menos 5000mts e duração prevista de 2.00h. O grau de dificuldade é considerado fácil. Todo o Trilho é percorrido na Freguesia de Arga de Baixo e onde as marcações para seguir o mesmo, estão muito bem sinalizadas, o que aos inexperientes (como eu) facilitou muito. Em ambiente de muito boa disposição, com algumas nuvens bem cinzentas a resvalar-nos as cabeças e um ventinho fresquito quanto baste (não estivéssemos nós na Serra, a meio do percurso já ninguém queria usar casaco...), lá iniciámos a marcha pedestre junto ao Largo da simples, mas muito bela Igreja de Arga de Baixo e seu Cemitério.

O grupo de valorosos caminheiros para a pose junto ao Cruzeiro do Largo da Igreja de Arga de Baixo!


A diversidade de idades, como atesta a fotografia seguinte, nos mostra que as caminhadas são para todas as idades! É claro que aqui estavamos no inicio e a pequena "Papoila" e "Joaninha" (como ficou baptizada), ainda estava cheia de fulgor...qual guia qual quê, toca a caminhar...


Primeira pausa...(não, não era cansaço) para um amante de árvores deter-se em frente a Carvalhos seculares é imperativo...esta Serra D´Arga vale Ouro...


Por incrivel que pareça e imperdoávelmente o autor do blogue (se calhar excitado com a ideia do seu primeiro Trilho) esqueceu-se da sua máquina fotográfica, pelo que aguarda o recebimento de mais fotografias do amigo Miguel Angelo Rios, que gentilmente está a passar via email, para que neste blogue se possam postar!

Portanto, estará em contínua ACTUALIZAÇÃO este tópico, pelo que em breve se continuará...a todos mil desculpas pelo sucedido e voltem cá a consultá-lo! Obrigado!