Páginas

segunda-feira, 30 de junho de 2014

DIA PASSADO NO PARQUE VERDE.

A noite de Sábado prometia um dia radiante e pleno em sol, mas, embora o Domingo tenha acordado chuvoso e fresco, aliás muito fresco, contrariamente ao prometido pela noite de Sábado, o dia foi muito bem passado pelo autor do blogue e sua esposa na companhia de bons amigos, entre saborosos petiscos, bebidas frescas e alguma alegria à mistura! Não faltaram, assador deveras único e diferente, inovador mesmo, a futebolada da praxe, com direito a "árbitra" improvisada (risos), caminhadas pelo emaranhado de verdes da veiga com as cegonhas brancas dançando no céu e um admirar de belos recantos que o autor do blogue, na veiga, junto ao Lethes, tão bem conhece...

Agradecido caros amigos pelo delicioso e diferente dia e por fazerem o autor do blogue, por momentos, esquecer dores muito dificilmente inesquecíveis...

O Parque Verde, pese embora o atípico ar fresco que viajava nas pontas do vento, estava hoje pejado de gente que ali decidiu passar o dia de Domingo a petiscar ou a simplesmente passear. Aqui ficam estes registos fotográficos para mais tarde recordar!










Um abraço para o outro lado do Atlântico ao "Chico Cabeludo" autor desta inovadora peça de braseiro...












Crocodile Dead Cow Dundee...(risos).




Assim se assa uma chouriça...
















Troca de casacos...














Hellloooooo...








No final a "selfie" com a Luna...



O autor do blogue tremendamente agradecido, amigos...


sexta-feira, 27 de junho de 2014

A VISITA - PEÇA TEATRO - DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Para os eventuais interessados aqui se divulga:


"O CDV Acolhe nos dias 27 e 28 de Junho (próxima sexta-feira e sábado) no Teatro Municipal Sá de Miranda, o espectáculo “A Visita”, com Pedro Giestas.

Trata-se de um excelente espectáculo interpretado por este conhecido actor que já esteve em cena em várias salas de todo o país e estrangeiro, do qual destacamos o Teatro Nacional D. Maria II em Lisboa, em Dezembro de 2013.

Falando sobre o tema da desertificação do mundo rural português, “A Visita” tem texto e encenação de Moncho Rodriguez e interpretação de Pedro Giestas, num espectáculo que tem sido louvado pela crítica e pelo público."



                          Um programa diferente para a noite de Sábado 


quinta-feira, 26 de junho de 2014

FESTA DE VERÃO - "há café"

APESAR DO VERÃO TER ENTRADO COM UMA TIMIDEZ CONSIDERÁVEL, NO "há café", AS TEMPERATURAS VÃO AUMENTAR, PRÓXIMO SÁBADO DEPOIS DAS 22.00H, COM A FESTA DE VERÃO! 

PORTANTO, FAÇA DE CONTA QUE AS TEMPERATURAS ESTÃO ALTAS E VENHA REFRESCAR-SE COM AS BEBIDAS QUE SÃO SERVIDAS NO "há café" NESTA FESTA EM QUE SE CELEBRARÁ A MAIS QUENTE DAS ESTAÇÕES DO ANO, APESAR DA MESMA, SE APRESENTAR ATIPICAMENTE FRESCA...


FAÇA DE CONTA QUE ESTÁ CALOR!




MUITA ANIMAÇÃO E SURPRESAS À MISTURA, NO SEU ESPAÇO NOCTURNO (E DIURNO) EM LANHESES


"há café" - LANHESES



quarta-feira, 25 de junho de 2014

ACTIVIDADES SSVSA ADIADAS - Por motivos de saúde.

Custa, quando letras conjugadas dão o significado que darão às frases que a abaixo seguirão escritas, mas por vezes tem de ser! 

A vida, por vezes a isso obriga!

-----------------------------------------------------

Num tópico anterior o autor do blogue afirmou que futuramente teceria considerações sobre as actividades que tinha em mente e o seu possível cancelamento. Este é o tópico!

Uma das mais saudáveis conquistas que o autor do blogue obteve com a criação deste espaço virtual, foi precisamente a conquista de muitas e variadas amizades com os mais diversos membros desta comunidade, que gradualmente foram crescendo com o passar dos dias, com o passar das muitas mensagens aqui publicadas, da prosa, da poesia, dos sonhos, das fotografias postadas, de Lanheses, enfim, de tudo um pouco que o seu autor no blogue tenta publicar quase, sob formato diário. 

Ora, uma das maiores actividades criadas pelo seu autor e seguindo o âmbito e o espírito com que foi criado o SSVSA, foi a organização de viagens temático culturais a bordo de autocarro de grande turismo por terras deste belo e verde Portugal.
Se o autor do blogue o sonhou, assim também o ousou e foram já quatro as viagens organizadas por terras portuguesas e até por terras espanholas, tendo como fundamento a promoção cultural e o fomento das relações de amizade entre várias pessoas de diferentes personalidades e credos, mas que foram vingando e algumas até, fortalecendo. O autor do blogue, com a organização e realização dos passeios temáticos desejou também, para além do atrás descrito, que se quebrasse a barreira da virtualidade, entre o leitor e o publicador (se é que assim se pode afirmar) e ambos pudessem privar na realidade, quebrando essa barreira virtual que significa a palavra Internet. Esta pode ser saborosa, que o é, no entanto saboroso ainda mais é quando da virtualidade se passa à realidade física, ao contacto pessoal e essa foi a maior conquista que o blogue e o seu autor alcançaram! Falar pessoalmente com o leitor e seguidor do blogue, abraçar, acarinhar e principalmente com ele sorrir!

Já não será novidade para alguém que o autor deste blogue, desde Outubro de 2013, tem vivido tempos deveras conturbados, deveras difíceis, motivados pela terrível doença que acometeu o seu progenitor e que o vem impedindo de viver alegremente, como tantos anos viveu. Em virtude deste doloroso e duro facto, apesar de se esforçar por manter o blogue sempre actualizado, o autor do blogue viu-se na eminência de adiar certos projectos que tinha em mente, alguns já em marcha até, pelo que alguns desses projectos e também as viagens temático culturais SSVSA, por alguns meses serão adiadas!

O autor do blogue tinha em mente para este ano, a realização de três viagens temático culturais de autocarro por belas terras, por novas e diferentes culturas, apenas uma se realizou e respondendo às várias solicitações que tem recebido, o autor do blogue justifica-se pelo simples facto, que todos por certo entenderão, de que não estão de todo reunidas, da sua parte, as condições cerebrais nem físicas para que estas viagens que o seu organizador tanto aprecia organizar, se realizem! 

O autor do blogue a todos os interessados e amigos desculpa, muito humildemente pede, por ter de adiar estas viagens, mas o seu pai e o seu estado de saúde que se agravou drasticamente, são neste momento a sua prioridade! E como a relação com os seus pais sempre foi muito intima, muito próxima, a isso se vê obrigado, mesmo que obrigado a nada seja, no entanto, o imenso amor que sente por seu pai, sim, a isso o obriga...

E um bom filho, não abandona seu pai e sua mãe, não lhes deita a casa abaixo, não os abandona à sorte da vida ou num qualquer escuro e triste lar, esquecidos de tudo e de todos! O bom filho estará sempre ali para os bons momentos, e estará sempre, por vezes com destroçado coração, ainda mais, para os maus momentos! Assim foi educado, assim se sente confortável em agir...

A todos sem excepção, uma vez mais fica aqui um pedido de desculpa!

Passada a tormenta e enfrentando ventos e mar mais calmos, talvez depois de muitas lágrimas vertidas, venha de novo o tempo de o autor do blogue, para quem sabe e participa nas viagens SSVSA afirmar sorridente (mesmo que esse sorriso não venha nunca mais a ser o mesmo):



ATÉ JÁ...

Sérgio Moreira


terça-feira, 24 de junho de 2014

A MAIS BELA FLOR

Os olhos da mais bela flor estão mudados, estão diferentes,
olhos que sempre transbordaram ternura, amor,
por familiares e amigos, com o vento, espalharam suas sementes
numa vida recheada de alegria, luz e cor!

Como se olhos as flores tivessem
será isso alguma vez possível?

Mesmo que verdes olhos assim o fizessem
seria de todo impossível
porque as flores olhos não possuem,
as flores apenas abanam ao sabor do vento
mas mesmo diferentes esses olhos verdes mantêm
como as flores, todo aquele cristalino e colorido encantamento!

Os teus olhos como flores muito se abrem
quando necessitam absorver a luz solar
e de ternura o meu coração cobrem
quando para mim diriges o teu já tão diferente olhar
o teu olhar verde que te vai, sem saberes, escapando,
prenúncio que a flor que há em ti, lentamente vai secando!

A mais bela flor do mundo os olhos vai cerrando
flor que um dia fora dona de um olhar tão felino
da vida se despedindo, como todas as flores que vão murchando,
perdendo todo o seu tom colorido e cristalino
e quando a flor atingir o término, o seu apogeu,
poderei tristemente afirmar - Eu, já não sou eu!

Jamais sem a mais bela flor o serei
jamais sem a mais bela flor, ser, o desejarei...


(do autor Sérgio Moreira, dedicado a seu pai)



segunda-feira, 23 de junho de 2014

PRIMEIRA COMUNHÃO - LANHESES

A casa de Deus e dos seus fiéis, encheu-se ontem, Domingo, para a celebração da Eucaristia Dominical e também de modo festivo e cantado, para a celebração, de cerca de uma dezena de jovens crianças receberem a sua primeira comunhão, acompanhados de seus pais, padrinhos e outros familiares, para em momento festivo e sob testemunho da comunidade religiosa, receberem pela primeira vez a Hóstia Consagrada, símbolo físico da presença de Cristo em nós (segundo os preceitos da Santa Madre Igreja), neste caso neles, jovens que despontam para a vida civil e religiosa e representam o futuro...

O autor do blogue, representando o agradável papel de padrinho de uma dessas crianças, teve a oportunidade de presenciar toda a cerimónia, acompanhando sua afilhada nesta (para si) importante etapa da vida e testemunhou in loco a agradabilidade e beleza desta celebração. Mesmo que descrentes ideias povoem o cérebro de quem assistiu à cerimónia e aqui escreve, perdoem a sinceridade, o autor do blogue continua completamente desacreditado em tanto o que se diz assim como em tanto o que se professa, não escondendo a emoção de ter travado ali entre aquelas quatro brancas paredes povoadas de imagens sacras, uma luta antagónica entre conversas mentais com o criador (se é que este o ouviu) por ter abandonado à sorte o seu pai, ele que toda a vida um crente foi e ainda o é, não merecedor de fim tão doloroso e entre a atenção necessária para testemunhar a primeira comunhão de sua afilhada que ali estava perante aquele que afirmam ser o criador de todas as coisas unas, visíveis e invisíveis, tão feliz!

Não é de vergonha alguma afirmar que soube bem ao autor do blogue manter esses diálogos com brancas paredes, sem obter respostas, é certo, no entanto, a estranha sensação de satisfação por estar ali, naquele local, reconfortou-o por momentos, quer por ter mostrado ali toda a sua revolta pelo que vive a nível pessoal, quer pelo amor que sente por aquela criança que ali sorria, feliz, tão bela e tão inocentemente...



































Linda...

















A cerimónia positivamente marcada ficou pela beleza e pela agradabilidade dos temas entoados pelos elementos do grupo coral de Lanheses, que passados tantos anos, desde que pela primeira vez os ouviu, mesmo que alguns dos elementos sejam outros que não os de antigamente, conquistaram uma vez mais o sentido da audição do autor do blogue como há onze anos atrás, quase doze...

Aos catequistas um voto de felicitação, por terem proporcionado a estes meninos e meninas, momento tão belo e singular!

A estes meninos e meninas o autor do blogue deseja um resto de infância feliz, que se continue a pautar pela inocência e beleza, quando no seu rosto desponta aquele tão ingénuo, tão luminoso e tão belo sorriso...

À Maria, simplesmente, um beijo do tamanho do mundo...


SÃO JOÃO - NOITE INTERMINÁVEL!

Quem eventualmente possa pensar que a noite de São João em Lanheses se resume a um pequeno número preenchido por desfile de marchas populares e pouco mais, desengane-se; a noite de São João em Lanheses é uma das mais divertidas e participadas pela comunidade, desde logo pelo ocorrer do já referido e sempre tão aguardado desfile de marchas populares, depois, pela desgarrada nocturna ao som inebriante da concertina, para no final, na tasca improvisada a noite se tornar interminável, plena de cor, luz e alegria!

São os abraços, os beijos, o tilintar dos copos no ar que fazem desta uma das mais longas noites em Lanheses sendo que muitos são os que resistem até quando canta o galo pela manhã e normalmente, todos sabem, o galo canta madrugada, muito cedo...

O autor do blogue, inebriado pelo colorido tão típico desta noite e pela alegria deste povo de gentes simples, esteve no local, tentou esquecer por momentos as agruras desta vida, por vezes tão triste e, entre muitas conversas, muita cantoria, muitos abraços e também alguns (muitos) copitos bem bebidos (risos) com os amigos e demais convivas desta comunidade, sorriu, como há alguns meses já não sorria...


O Largo do Sobral encheu-se de luz, cor, som e de muita, muita alegria, nesta noite tão deliciosamente interminável!

A caminho do Largo do Sobral.








Grande azáfama no recinto da tasca.










Alegres e divertidos.














Deliciosas e suculentas!





Duas caras larocas...


























"Rei" Artur...







Amizade e alegria.






Marcha popular do Agrupamento de Escolas de Arga e Lima.














A marcha de Ribalima.





Maravilhosos...






























Uma marcha teatralizada, excelente!




Quadras da autoria de Helena Brandão, na sua grande maioria.


Em frente à capela de São João.







A alegria deste povo...


O autor do blogue também foi bafejado com uma quadra da autoria de Helena Brandão, alusiva a esta colorida e divertida noite, em jeito de despedida aqui fica a transcrição:

"Ó Sérgio traz a tua máquina
p´ra festa de São João!
Vais encher o teu blogue
desta grande reinação!" 

(da autora Helena Brandão)

A marcha de Ribalima, à semelhança de edições anteriores, esteve simplesmente maravilhosa, com uma coreografia e letra musical, orquestradas pela prata da casa, ou seja, tudo home made e, só por este importante facto, o autor do blogue deixa a todos um grande abraço de muitos parabéns; à Dª Helena Brandão, fica aqui um cumprimento especial pela atenção e carinho que sempre dispensa a este que aqui escreve estas linhas!

Para o ano há mais! Até lá...