Páginas

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O PRINCÍPIO DE TUDO O QUE VIRÁ POR AÍ...

Poderá um homem velejar contra ventos e marés? Enfrentar tempestades, sulcar ondas colossais, velas enfunadas num céu cinzento de nuvens carregadas cortado por raios e trovões, barca empurrada pelas forças do vento, vento que não se vê, mas que se ouve e que se sente!

Pode! Basta ousar, basta desejar...Mesmo que o porto de abrigo, dificilmente seja alcançado!

Um grito de revolta, num oceano de contrariedades, faz tremer a tempestade, mesmo que as tempestades nunca tremam ou não mostrem tremer; enfuna ainda mais o velame, o barco navega agora à bolina, apanha o vento por estibordo e o navegador, punhos e rosto cerrados, contraria a natureza que muito pouco gosta em ser contrariada...

"O preço a pagar pela sua não participação na política é ser governado por quem é inferior" - Platão - assim é o homem, que teme e não mete a proa à tempestade, não enfuna o velame à fúria dos elementos e não ousa levar a barca a bom porto!

Esta barca vai velejar...



Sem comentários:

Enviar um comentário